1xbet - güvenilir canlı casino - begeni satin al - su kaçağı tespiti - dosya upload - netflix hesap satin al - office 365 satin al - android oyun - bahis siteleri - casino siteleri - güvenilir poker siteleri - casino sitesi - casino giriş - kaçak iddaa - türk porno - esmer sex
Governo Lula faz proposta a servidores para evitar greve
< Voltar para notícias
209 pessoas já leram essa notícia  

Governo Lula faz proposta a servidores para evitar greve

Publicado em 11/04/2024

Captura de Tela 2024-04-11 a?s 16.05.36.png

Palácio do Planalto não fará reajuste salarial, mas propõe aumentos em auxílio alimentação e benefícios

Nesta quarta-feira (10), o governo federal apresentou uma proposta de reajuste nos auxílios oferecidos aos servidores públicos federais, em meio a ameaças de greves por parte do funcionalismo.

A medida visa evitar paralisações nos serviços públicos, mas o encontro entre representantes do Palácio do Planalto e dos servidores terminou sem um acordo imediato. 

Uma das propostas feitas foi a realização de negociações separadas por categorias para possíveis aumentos salariais. No entanto, o governo liderado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pontuou a importância de que os serviços públicos não sejam interrompidos.

A proposta apresentada inclui reajustes nos auxílios oferecidos aos servidores. O auxílio alimentação, por exemplo, passaria de R$ 658 para R$ 1000, o auxílio saúde subiria de R$ 144,38 para R$ 215, e o auxílio creche aumentaria de R$ 321 para R$ 484,90.

Durante as negociações, o governo solicitou que não haja paralisação parcial ou total dos serviços.

Essa medida vem em meio a uma crescente pressão por parte dos servidores públicos, que no ano anterior já obtiveram um aumento de 9% e agora buscam reajustes mais expressivos, com algumas categorias pleiteando aumentos de até 30% em 2024. 

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT-SP), afirmou que o ministério fará um esforço para garantir reajustes aos servidores nos próximos dois anos. Contudo, ele ressaltou que, em 2024, não será possível realizar novos aumentos devido ao "orçamento estar fechado".

Os representantes dos servidores têm até a próxima semana para dar uma resposta ao Ministério da Gestão em relação à proposta apresentada.

Fonte: economia.ig - 10/04/2024

209 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas