1xbet - güvenilir canlı casino - begeni satin al - su kaçağı tespiti - dosya upload - netflix hesap satin al - office 365 satin al - android oyun - bahis siteleri - casino siteleri - güvenilir poker siteleri - casino sitesi - casino giriş - kaçak iddaa - türk porno - esmer sex
Juro do rotativo do cartão fecha 2023 com 440,8%, diz BC
< Voltar para notícias
328 pessoas já leram essa notícia  

Juro do rotativo do cartão fecha 2023 com 440,8%, diz BC

Publicado em 07/02/2024

Captura de Tela 2024-02-07 a?s 13.47.59.png

O juro médio total registrou um aumento de 6,4 pontos percentuais de novembro para dezembro de 2023; entenda

O  Banco Central divulgou nesta terça-feira (6) que o juro médio total aplicado pelos bancos no rotativo do  cartão de crédito registrou um aumento de 6,4 pontos percentuais de novembro para dezembro de 2023. De acordo com os dados, a taxa passou de 434,4% para 440,8% ao ano.

No que diz respeito ao parcelado, a taxa de juros aumentou de 195,6% para 196,8% ao ano no período Quanto ao juro total do cartão de crédito, que engloba operações tanto do rotativo quanto do parcelado, a taxa registrou uma queda, passando de 91,4% para 89,5%. 

Novas regras

As novas regras que limitam os juros do rotativo do cartão de crédito - os mais altos do mercado - começaram a valer na última semana. A mudança determinou que os juros aplicados aos clientes que atrasam faturas a partir deste mês de janeiro não podem ultrapassar o dobro do valor original. O custo do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) fica fora do cálculo.

Em dezembro, o Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou a decisão de limitar os juros do rotativo, com base no texto aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Como não houve consenso, o teto para os juros e encargos da modalidade passou a valer no dia 3 de janeiro de 2024. Além de um teto para os juros do rotativo, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, chegou a propor aos setores envolvidos um máximo de 12 meses para o parcelado sem juros.

Fonte: economia.ig - 06/02/2024

328 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas