Veja 10 cuidados ao contratar o novo consignado do INSS
< Voltar para notícias
517 pessoas já leram essa notícia  

Veja 10 cuidados ao contratar o novo consignado do INSS

Publicado em 26/10/2020 , por Cristiane Gercina

15530913005c924ae49394a_1553091300_3x2_rt.jpg

Até dezembro deste ano, aposentado ou pensionista pode comprometer 40% do benefício com empréstimo

Os aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ganharam um fôlego financeiro até o final do ano, com a ampliação do limite do empréstimo consignado

O governo elevou de 35% para 40% a margem consignável dos segurados, o que significa que é possível comprometer até 40% do benefício com o crédito, cuja parcela é descontada diretamente da renda mensal. Do total, 35% são para empréstimo pessoal, e 5%, para cartão de crédito.

Antes, o limite era de até 35%, dos quais 30% eram destinados ao empréstimo pessoal consignado e 5% eram para o cartão de crédito consignado.

Para o advogado Rômulo Saraiva, a elevação do percentual é preocupante, pois pode aumentar o endividamento dos aposentados. “Acho que o governo deveria tentar aquecer a economia sem ser com a possibilidade de endividamento dessas famílias”, afirma.

Segundo ele, hoje, cerca de 70% dos benefícios do INSS são de um salário mínimo, de R$ 1.045. Neste caso, quem comprometer 40% da renda mensal com consignado vai receber R$ 627 de aposentadoria por mês. Por isso, para Saraiva, é muito importante fazer as contas antes de pegar mais um empréstimo.O advogado afirma ainda que ter uma cópia do contrato e ler com atenção o documento antes de assiná-lo é imprescindível. Isso ajuda a cobrar os direitos na Justiça, no futuro, caso eles não sejam respeitados.

A educadora financeira Cíntia Senna, da Dsop Educação Financeira, indica ao segurado do INSS fazer uma espécie de “test drive” antes de fechar um novo consignado. A dica é conviver com a renda menor, por ao menos um mês e ver se consegue pagar as contas.

“É importante conviver com essa diferença de renda. Com isso, o aposentado já começa fazendo uma faxina financeira.” Para ela, essa é uma forma de entender se realmente é possível viver com renda mensal menor.

Os segurados que não querem receber ofertas incômodas e ligações insistentes de empresas de crédito, bancos e financeiras oferecendo o consignado podem cadastrar seu número de telefone para não receber mais ligações. Para isso, é preciso acessar o site www.naomeperturbe.com.br. Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), de janeiro a setembro, 935.056 pessoas solicitaram o bloqueio telefônico na plataforma, com adesão de 100 mil por mês. 

Crédito com desconto | Para não se endividar ainda mais

  • O governo federal ampliou o percentual que o aposentado ou pensionista do INSS pode comprometer com crédito consignado
  • Com isso, quem já tinha chegado ao limite neste tipo de empréstimo consegue, até dezembro, um novo crédito

1 - Conheça as regras

  • Antes de contratar o consignado, é preciso entender as regras
  • Até dezembro deste ano, será possível comprometer até 40% da renda previdenciária com o crédito:
  • São 35% com o empréstimo pessoal consignado e 5% com o cartão de crédito consignado

Prazo para pagamento

  • É de até 84 meses, ou seja, até sete anos

Outras regras

  1. Há opção de carência de 90 dias para pagar a primeira parcela
  2. O endividamento com o cartão de crédito é de até 160% do benefício

Fique ligado

  • Esse tipo de crédito é controlado pelo governo, ou seja, juros, número de parcelas e percentual de endividamento passam pelo Conselho da Previdência

2 - Faça as contas

  • O aposentado ou pensionista que vai pegar a renda precisa fazer antes as contas
  • A taxa de juros cobrada é importante, mas outros fatores também contam, como o número final de parcelas
  • Para saber se vale a pena ou qual o melhor crédito a ser contratado, o segurado pode utilizar a calculadora do Banco Central
  1. Acesse bcb.gov.br
  2. Em “Serviços”, no quadro azul no meio da página inicial, vá em “Calculadora do Cidadão”
  3. Na próxima página, escolha “Financiamento com prestações fixas” e, em seguida, preencha os dados

Juros

  • A taxa máxima cobrada neste tipo de empréstimo é de 1,80% ao mês

3 - Saiba qual é o seu limite

  • O segurado do INSS consegue saber, pelo aplicativo ou no portal Meu INSS, qual o seu limite de consignado
  • Na consulta, o sistema mostra quanto o cidadão ainda pode comprometer por mês com o empréstimo

Consulta em três passos:

  1. Acesse www.meu.inss.gov.br
  2. Informe CPF e senha; se for necessário, informe email para receber um código de validação
  3. Em “Serviços em Destaque”, clique em “Extrato de Empréstimo”

4 - Faça um teste e passe um mês com a renda menor

  • Após simular os valores que pretende contratar, o cidadão pode tentar fazer um “test drive”
  • Neste caso, a dica dos especialistas é passar ao menos um mês com a renda menor

Exemplo:

  • Se ganha um salário mínimo, de R$ 1.045 neste ano, e pretende comprometer 40% com consignado, irá ter, por mês, uma renda R$ 627, pois R$ 418 serão comprometidos com o consignado
  • Tente viver com este valor

5 - Não pegue dinheiro para emprestar aos outros

  • Uma das formas mais comuns de endividamento de aposentados é pegar dinheiro para ajudar filhos e netos
  • Antes de fazer isso, porém, especialistas indicam tentar outra forma de ajudar o parente endividado
  • O motivo é que, ao contratar o empréstimo, o segurado é que assume o débito e, agora, ele passa a dever também

6 - Cuidados com as fraudes

  • As contratações de consignado têm sido feitas de forma remota e, por isso, é preciso ter ainda mais cuidado
  • Nunca se deve fechar um contrato por telefone ou WhatsApp antes de saber se a empresa existe mesmo e é idônea
  • Também não se deve fazer contratações por email

O que pode ocorrer

  • Ao confirmar ou informar dados por telefone ou internet, o segurado pode estar passando para golpistas informações para que se contrate empréstimo em seu nome
  • Depois isso, o golpista foge com a grana e o aposentado ou pensionista fica com a dívida e com a dor de cabeça de ter que provar que não foi ele quem fez o empréstimo

7 - Saiba bloquear a oferta de consignado

  • Uma das formas de evitar fraudes e endividamento é bloquear as ofertas inoportunas de empresas que oferecem o crédito
  • O bloqueio pode ser feito no site www.naomeperturbe.com.br
  • Segundo a Febraban (federação dos bancos), quase um milhão de segurados do INSS já solicitaram este tipo de bloqueio neste ano

  8 - Tente outras formas para comprar bens de valor maior

  • Muitas vezes, o aposentado ou pensionista pega o crédito para comprar bens duráveis um pouco mais caros
  • Especialistas indicam pesquisar outras formas de “financiamento”, como parcelamento sem juros no cartão ou no crediário
  • Além disso, outra forma é tentar economizar mês a mês para conseguir pagar o item à vista

9 - Tenha atenção máxima com o contrato

  • Analise bem o documento antes de assinar ou de pedir o crédito pelo caixa eletrônico
  • Isso porque, muitas vezes, o que foi negociado por telefone, email, WhatsApp e até pessoalmente não se cumpre
  • O contrato trará informações sobre valor, juros, quantidade de meses e parcelas a pagar
  • Qualquer coisa diferente do combinado pode prejudicar o segurado, portanto, não assine se não estiver de acordo

Peça uma cópia

  • Tenha uma cópia do contrato, nem que seja enviada por email ou WhatsApp

10 - Se for vítima de fraude ou erro, denuncie

  • O cidadão que tiver uma contratação feita em seu nome sem autorização ou cujo contrato não esteja sendo cumprido pode denunciar
  • A denúncia deve ser feita no portal consumidor.gov.br
  • É preciso criar um cadastro, informando o CPF
  • No portal, o aposentado fala diretamente com a empresa, que tem prazo para dar resposta e resolver a questão

INSS é responsável

  • O segurado também tem o direito de buscar o INSS para denunciar fraudes
  • Ele pode ligar no 135 ou acessar o Meu INSS

Defesa do consumidor

  • Se não houver resolução, a denúncia ainda pode ser feita ao Procon e, caso seja necessário, o segurado pode procurar o Judiciário

Fonte: Folha Online - 24/10/2020

517 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas