Produtos mais consumidos na pandemia ficaram 8,5% mais caros em setembro
< Voltar para notícias
243 pessoas já leram essa notícia  

Produtos mais consumidos na pandemia ficaram 8,5% mais caros em setembro

Publicado em 01/10/2020

Segundo levantamento da FecomercioSP, feijão subiu 45% e papel higiênico, 7,5%

Os produtos mais consumidos na pandemia ficaram 8,5% mais caros em setembro, quando comparados com o mesmo mês de 2019, segundo levantamento da FecomercioSP.

  

Na cesta pesquisada, a maior variação nos preços dos produtos mais vendidos apareceu nos itens de alimentação e bebida (15,7%), seguidos por produtos para casa (6,7%) e saúde e cuidados pessoais (3,3%).

Nos alimentos, o feijão carioca teve a maior alta em setembro, de 45%. Nos itens para casa, o preço do detergente foi o que mais subiu (9,8%). O papel higiênico também foi destaque (7,45%).

Fonte: Folha Online - 30/09/2020

243 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas