Auxílio emergencial: 3,3 mil servidores públicos receberam irregularmente em SP
< Voltar para notícias
279 pessoas já leram essa notícia  

Auxílio emergencial: 3,3 mil servidores públicos receberam irregularmente em SP

Publicado em 09/07/2020

O valor pago apenas para estes servidores passa dos R$ 2,1 milhões.

O Tribunal de Contas do Município de São Paulo realizou uma investigação, em parceria com a Controladoria-Geral da União ( CGU ), apontando que 3.358 funcionários da Prefeitura da cidade de São Paulo teriam recebido o auxílio emergencial de R$ 600 de forma indevida. O número total tem servidores ativos, inativos e pensionistas.

Os pagamentos foram realizados durante os três meses a mais de 3,3 mil funcionários, até maio deste ano. O valor pago apenas para estes servidores passa dos R$ 2,1 milhões.

A CGU recomenda que a Prefeitura notifique seus servidores individualmente para que retornem os recursos recebidos ao Ministério da Cidadania. Funcionários que não fizerem isso, responderão administrativa, civil e criminalmente pela apropriação indevida dos recursos.

Os servidores poderão se explicar individualmente se realizaram ou não a solicitação do auxílio.

Em nota, a Prefeitura da capital afirmou que: "não compactua com os atos ilícitos apurados pela Controladoria Geral da União " e que, "se for comprovado o ato de falsidade ideológica por parte de qualquer agente público, ele será responsabilizado e responderá a um inquérito administrativo que pode resultar em sua demisão.

Fonte: economia.ig - 08/07/2020

279 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas