Gravações e robôs estão matando o telefone fixo
< Voltar para notícias
724 pessoas já leram essa notícia  

Gravações e robôs estão matando o telefone fixo

Publicado em 03/10/2019

Captura de Tela 2019-10-03 a?s 06.41.57.png

É fundamental que nunca compremos algum produto ou serviço divulgado desta forma invasiva

O número de telefones fixos não para de cair em todo o Brasil. Poderiam ser muito úteis para pessoas idosas, por exemplo, que ficassem mais tempo em casa e que não tivessem o costume de usar redes sociais e de enviar mensagens em tempo real.

 

Mas também os mais velhos temem tirar o fone do gancho, devido aoabuso das empresas que disparam mensagens gravadas e por meio de robôs, desrespeitando a inclusão destes aparelhos em listas de bloqueio.

As autoridades poderiam acabar com esta farra. Responsabilizar criminalmente quem recorresse a expedientes para forçar as pessoas a ouvir sua papagaiada de vendas. Não tenho, contudo, expectativa nem esperança de que o façam.

Então, novamente, os consumidores terão de tomar providências.  

Sugiro que atendam as ligações, anotem os nomes da empresa que vendem tais produtos ou serviços, e que peçam aos netos, sobrinhos ou filhos que os divulguem nas redes sociais, se não tiverem familiaridade ou não participarem delas. E que comentem isso com vizinhos, familiares e amigos.

Acima de tudo, é fundamental que nunca, eu disse nunca, compremos algum produto ou serviço divulgado desta forma invasiva. Nem vale a pena avaliar se a oferta é boa. Não podemos compactuar com este tipo de prática.

É um abuso que não tenhamos tranquilidade de atender uma ligação telefônica, em uma linha paga mensalmente por nós, devido ao vale-tudo do telemarketing que mira o próprio pé.

Em julho deste ano, 35,45 milhões de pessoas tinham linhas fixas no país. Três milhões a menos do que um ano antes. Obviamente, isso decorre principalmente do avanço da telefonia móvel, com acesso a redes sociais e a aplicativos de mensagens instantâneas.

Mas muitos assinantes estão desistindo de usar o fixo simplesmente porque não suportam mais o assédio comercial. Recorrem ao aparelho somente para ligar, não para receber ligações. É um desserviço à população. Vamos boicotar as empresas que nos assediam de uma forma tão irritante.

Fonte: Folha Online - 02/10/2019

724 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas