Veja as dicas para aproveitar a restituição do IR
< Voltar para notícias
526 pessoas já leram essa notícia  

Veja as dicas para aproveitar a restituição do IR

Publicado em 17/06/2019 , por Marina Cardoso

Captura de Tela 2019-06-17 a?s 08.51.37.png

Receita paga primeiro lote na próxima segunda-feira a mais de 2,5 milhões de contribuintes que vão receber um total de R$ 4,99 bilhões

Rio - A Receita Federal pagará na próxima segunda-feira o primeiro lote da restituição do Imposto de Renda. Mais de 2,5 milhões de contribuintes vão receber um total de R$ 4,99 bilhões. Idosos e deficientes têm prioridade nessa primeira leva. Também haverá a devolução de recursos para quem caiu na malha fina, mas regularizou a situação entre 2008 e 2018. Neste caso, o crédito será feito a mais de 20 mil contribuintes, que receberão o montante de R$109,6 milhões. Mas o que fazer com o dinheiro que o Leão vai restituir? Especialistas ouvidos pelo DIA orientam como os contribuintes devem proceder. 

A principal dica é, caso os contribuintes tenham dívidas, quitá-las para sair do vermelho. Devem dar prioridade aos empréstimos mais taxas de juros altas, como o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito. 

"Sem dúvida, o contribuinte deve dar preferência para as suas dívidas. E lembrar, principalmente, quais são as mais caras", afirma Sérgio Tavares, consultor financeiro e diretor da STavares Consultoria Financeira.  

Para o coordenador dos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Anhanguera de Niterói, Edmundo Lopes, ao receber a restituição a pessoa deve verificar com a instituição credora quanto seria o valor da dívida à vista para negociar um desconto.

"Visto que, quando negociamos um pagamento à vista, sempre será oferecido um abatimento. Portanto, pode ser uma ótima oportunidade para quitar dívidas", afirma. 

Caso o contribuinte não tenha dívidas e o dinheiro também não tenha nenhum uso de emergência, a orientação dos especialistas é fazer o dinheiro virar uma poupança para dar tranquilidade em eventual momento de crise financeira.

"A prioridade para um dinheiro que não está previsto é não contar com ele para o orçamento mensal ou como um salário. O contribuinte deve utilizar o dinheiro para depositar em uma poupança ou mesmo quem não tem hábito de guardar, começar a cultivar essa rotina", explica Sérgio Tavares. 

Lopes indica que o valor da restituição do IR também pode servir para antecipar contas se resultar em algum desconto no pagamento antes do prazo. "O dinheiro só deve ser só utilizado no orçamento mensal se o contribuinte tiver alguma vantagem com o antecipamento do pagamento. Caso contrário, é poupar para imprevistos futuros. Ou então, para a compra de algum bem que o contribuinte almeja, pois, frequentemente são ofertados descontos para pagamento à vista", orienta.

Investimento

Há, ainda, a opção de investir a restituição. "Investir sempre será uma opção vantajosa para quem não precisa do dinheiro imediatamente", explica Lopes. 

Lopes afirma que algumas instituições financeiras oferecem a possibilidade da antecipação da restituição do Imposto de Renda, as com cobrança de juros.

"Essa possibilidade somente será vantajosa caso o contribuinte deseje quitar alguma dívida. Porém, deve observar se a taxa de juros do desconto oferecido pela instituição financeira será menor que os juros da dívida", diz Edmundo Lopes.

Fonte: O Dia Online - 15/06/2019

526 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas