Classe C opta por menos produtos, mas mantém consumo de supérfluos
< Voltar para notícias
239 pessoas já leram essa notícia  

Classe C opta por menos produtos, mas mantém consumo de supérfluos

Publicado em 14/05/2019

15247020825ae11b82a79b9_1524702082_3x2_rt.jpg

Compra de sorvete, batata congelada e sobremesa pronta cresceram até 6%, diz consultoria

São Paulo

No aperto, a classe C já leva menos produtos na sacola quando vai às compras, mas não abre mão dos supérfluos. Apesar da estagnação do consumo, a compra de sorvete, leite fermentado, batata congelada, azeite e sobremesa pronta cresceu até 6% em 12 meses, diz a consultoria Kantar, que analisou dados no início deste ano.

“Em cenário de crise e endividamento, a expectativa era que saíssem da cesta produtos mais caros. Isso costumava acontecer com categorias flutuantes por volta de 2010”, diz Giovanna Fisher, diretora na consultoria.

Itens menos básicos se consolidaram nos hábitos da população durante a ascensão da classe média na primeira década dos anos 2000, explica a consultoria.

Do outro lado, os produtos mais riscados do orçamento da classe C foram bebidas à base de soja, óleos mistos ou de arroz, cloro e tintura para cabelo.

“É que o paladar não retrocede”, afirma Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva, especialista na classe C. Mas as marcas líderes, segundo ele, têm um cenário de competição mais duro. “Mudou a oferta de marcas. Hoje, as opções alternativas elevaram muito a qualidade. E o consumidor está com menos apego ao status”, diz.

Fonte: Folha Online - 13/05/2019

239 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas