Confira atentamente as contas para não pagar mais do que deve
< Voltar para notícias
338 pessoas já leram essa notícia  

Confira atentamente as contas para não pagar mais do que deve

Publicado em 11/10/2018 , por Marcia Dessen

size_960_16_9_garota-preocupada.jpg

Errar é humanos, mas pequenos descuidos podem custar muito caro para o consumidor

Pequenos descuidos ou desatenções podem custar muito caro para o consumidor. Talvez o principal deles seja não conferir atentamente todas as contas – em bares, restaurantes e supermercados etc.

Quem atende a dezenas de pessoas pode errar, é humano, mas não é necessário nem justo que você pague por isso. 

Às vezes, o erro é muito provável: por exemplo, quando há equívoco na entrega de produto ou bebida. Você reclama, o garçom troca e os dois débitos continuam em seu nome. Pode ocorrer, também, pela desatualização de alguma promoção no supermercado ou loja (entra o preço antigo, sem desconto).

Se tiver dificuldade com cálculos, faça as contas na calculadora do smartphone. Vale a pena. 

Mas, acima de tudo, antes de usar um serviço, calcule se os valores cobrados são os mais adequados às suas necessidades. Explico: estacionamentos, por exemplo, podem ser cobrados somente por hora, ou também por intervalos de 30 minutos após a primeira hora cheia. Suponhamos que uma garagem cobre R$ 25,00 pela primeira hora, e que cada meia-hora adicional custe mais 10,00. Para estacionar uma hora e meia, então, serão R$ 35,00. Em outro local, o preço parece melhor: R$ 20,00 a primeira hora. Mas, como não há valor fracionado, uma hora e meia custará R$ 40,00.

Também há situações em que ofertas não valem a pena, pois os produtos perderão a validade antes de ser consumidos. Só compre kits de produtos não perecíveis ou com prazo de validade mais longo.

Se quiser aproveitar produtos mais baratos próximos ao vencimento (a loja é obrigada a informar claramente esta condição), avalie se conseguirá consumi-los a tempo.

Além disso, uma promoção não se justifica se o desconto de 15%, por exemplo, for aplicado sobre um preço recentemente reajustado em 20%, artimanha comum em pretensas liquidações.

Antes de ir às compras, portanto, compare preços. Faça isso com uma semana de antecedência, pelo menos, em promoções como Black Friday, na quarta sexta-feira de novembro, que este ano será no dia 23.

Passe pente-fino, também, nas contas mensais de telecomunicações (celular, acesso à banda larga, TV por assinatura), luz, condomínio, gás, plano de saúde etc. Qualquer erro, por menor que seja, vai impactar seu orçamento. Na dúvida sobre algum item cobrado, ligue para a operadora e exija explicações. E verifique periodicamente o extrato da conta-corrente bancária.

Todas essas cautelas, nunca é demais enfatizar, implicam tempo, artigo escasso no mercado. Mas são importantes para poupar algo ainda mais raro: dinheiro na conta-corrente.

Então, no lazer e nas compras semanais, ao estacionar o carro ou escolher legumes e frutas na feira, bem como no pagamento de boletos, faça as contas direitinho. Suas finanças agradecerão. 

Fonte: Folha Online - 10/10/2018

338 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas