Temer anuncia saque do PIS/Pasep para todos os trabalhadores
< Voltar para notícias
166 pessoas já leram essa notícia  

Temer anuncia saque do PIS/Pasep para todos os trabalhadores

Publicado em 14/06/2018 , por Gustavo Uribe e Gilberto Yoshinaga

Pessoas com carteira assinada entre 1971 e 1988 terão até 28 de setembro para retirar recursos

O presidente Michel Temer anunciou nesta quarta-feira (13) a ampliação do saque do fundo do PIS/Pasep para trabalhadores não aposentados de todas as idades. 

As pessoas que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988 terão até o dia 28 de setembro para retirar os recursos, seguindo calendário oficial de cada banco.

A expectativa é de que a nova faixa de idade contemple 28 milhões de pessoas com um montante total de cerca de R$ 34 bilhões. O valor liberado representa 0,55% do PIB (Produto Interno Bruto).

O Palácio do Planalto espera que a medida injete R$ 39,5 bilhões na economia.

"Os R$ 39 bilhões que estamos liberando nada mais são do que recursos do próprio trabalhador. O que tratamos de garantir é que esses valores possam ser resgatados por seus verdadeiros donos", disse o presidente.

Segundo ele, a medida tenta trazer um alívio ao orçamento doméstico das famílias brasileiras.

Para trabalhadores da iniciativa privada com direito ao saque, a consulta ao saldo do PIS está liberada no site da Caixa Econômica Federal. Já para os servidores públicos inscritos no Pasep, a consulta pode ser feita no site do Banco do Brasil

Têm direito ao benefício todos os trabalhadores que foram cadastrados no fundo PIS/Pasep até 4 de outubro de 1988 e que ainda não sacaram o saldo da conta individual de participação, segundo a medida provisória 813 —aprovada no Senado em 28 de maio. 

A cota do PIS é um benefício diferente do abono salarial, pago todos os anos a alguns trabalhadores. Quem já sacou a cota na aposentadoria não tem mais direito. 

REGRAS DOS BANCOS

A Caixa Econômica Federal, responsável pelo PIS, e o Banco do Brasil, pelo Pasep, informaram que iniciarão a nova fase de pagamento das cotas a partir da próxima segunda-feira (18).

Na primeira etapa, serão contemplados trabalhadores entre 57 e 59 anos — 2,9 milhões de brasileiros com direito ao PIS e 1,8 milhão de cotistas do Pasep. 

O valor total disponível nessa fase deve ser de cerca de R$ 4 bilhões (Caixa) e R$ 4,6 bilhões (BB).

As cotas desses beneficiários poderão ser sacadas até 29 de junho deste ano. O saldo que não for sacado até essa data será corrigido durante o mês de julho, com possibilidade de saque até 28 de setembro. A correção aplicada no ano anterior foi de cerca de 8,9%, de acordo com os bancos.

Em agosto, será iniciada a segunda fase de pagamentos, que contemplará todos os trabalhadores que possuem saldo de cotas, incluindo os que não realizarem o saque na primeira etapa.

No dia 8 de agosto, o BB efetuará o crédito em conta para 1,1 milhão de cotistas, totalizando R$ 1 bilhão. A Caixa fará o mesmo procedimento.

Caso o cotista não seja correntista ou poupador do BB e possua saldo de até R$ 2,5 mil, ele poderá realizar a transferência da sua cota, via TED, para conta de sua titularidade em outro banco sem custo nos terminais de autoatendimento do BB ou no site do banco

Para os demais, os saques poderão ser realizados nas agências do BB e da Caixa, bastando que o cotista apresente documento oficial de identificação com foto.

Fonte: Folha Online - 13/06/2018

166 pessoas já leram essa notícia  

Notícias

Ver mais notícias

Perguntas e Respostas

Ver mais perguntas e respostas